Ambiente de trabalho perfeito, ele existe ou não?

Amo meu ambiente de trabalho! E você?

Muitos sim outros não. Mas, a verdade, é que quem faz o ambiente de trabalho ser bom ou não somos nós mesmo.

Um fato: quem não tem defeitos, atire a primeira pedra!

Permanecer no mesmo salão/empresa por muito tempo “fortalece a carteira de clientes” e isso aumenta nossa receita mensal.

Desafios de estar por muito tempo no mesmo salão/empresa.

Muitas vezes cansamos do nosso ambiente de trabalho e simplesmente pulamos fora, partimos para outro espaço antes de avaliar o real motivo da nossa insatisfação, o nosso comportamento e de conversar com os nossos parceiros (donos do espaço, gestores, superiores, chefes).

Nesse momento muitas vezes estamos tomando uma decisão errada.

A cliente de hoje, vai com o profissional ou não?

Vivemos em correria continua, a cliente quer sim seu profissional predileto, mas também que ser bem tratada por todos. A recepção, o manobrista e até a marca do café são fatores que influenciam na decisão da cliente acompanhar ou não o seu profissional predileto. Ela pode até ir pela primeira ou segunda vez, mas… pare e reflita quantas clientes realmente ficam pulando de galho em galho com você?

Como identificar, se é, o momento de mudanças.

Tudo em nossa vida precisa de metas, prazos e contratos. Antes de iniciar as atividades existe um combinado entre gestor e profissional, correto? Esse acordo precisa ter prazos e metas para ambas as partes. Caso o combinado não aconteça converse diretamente com o gestor e não escute as vozes contrárias dizendo “aqui nada acontece, vai esperando, você acredita em Papai Noel, etc.”.

Tente ouvir o gestor e observe suas atitudes, caso realmente não corresponda é hora de pular fora e encontrar um novo ambiente de trabalho. Mas, cuidado com propostas ilusórias, muitas vezes são falsas promessas feita em desespero que não serão cumpridas. Aí você vai voltar atrás ou tentar em outro lugar.

Reflita e Responda:

Vale apena, mudar o tempo todo?
Você vai ficar recomeçando quantas vezes?
Quanto tempo você leva para se ambientar?
Quanto tempo leva para conhecer as pessoas e colegas de trabalho?
Quando tempo leva para as clientes quererem te conhecer?
Leva tempo, mais ou mesmo entre 4 a 6 meses. Você ganha tempo ou perde tempo?

Possíveis soluções.

Use e abuse da comunicação.

Exponha suas insatisfações, tenha um diálogo aberto e honesto com o gestor. E leve ideias para o gestor, não vale ser aquele que apenas reclama, proponha soluções para suas insatisfações.

Não de ouvidos as pessoas que muitas vezes não querem te ver bem.

Você nunca sabe o real a real motivação das pessoas. Ouça e observe tudo o tempo todo e leve em consideração apenas aquilo que realmente irá fazer você crescer.

Pesquise sobre o profissional que você admira e tem com inspiração.

Busque como foi seu começo. Não importa o segmento, todas as pessoas bem-sucedidas sofreram para se tornarem quem são. Conheça e entenda os desafios que elas passaram e como elas resolveram.

Se desafie.

Estabeleça metas para você! Não espere que os outros façam a sua carreira dar certo.

Acredite!

Você é mais forte do que pode imaginar.

Ambiente de trabalho: A importância de enraizar.

É muito importante se identificar com o ambiente de trabalho, mas pode ter certeza não é da noite para o dia. Leva muito tempo. Tempo para conhecer as pessoas e criar afinidade.

Pense bem: quando visitamos a casa de um amigo e vamos ajudar essa pessoa (a colocar a mesa, guardar a louça, etc.), ficamos perdidos, não sabemos onde fica nada. Com um novo ambiente de trabalho é a mesma coisa. Os primeiros meses são de conhecimento, estamos nos ambientando. Depois tudo fica tranquilo e fácil, já sabemos as chatices das pessoas, quem é muito legal, quem não é tanto e assim vai…

Só depois desse processo de ambientação que iniciamos de verdade a fase de ganhar dinheiro, porquê já estamos em fase de enraizar. Nesta fase o foco fica no atendimento ao cliente, conseguimos fidelizar e transmitir segurança aos clientes, é nesse momento que começamos a ganhar dinheiro e fazer sempre o melhor.

Antes de tomar qualquer decisão, ouvir as pessoas é bom, mas as consequências quem sofre somos nós. Ouvir e observar sempre, as pessoas falam, mas quem decide é você!

Boa Sorte!

Rebeka Borges



Rebeka Borges

Consultora e Coach Gestão de Pessoas e Marketing


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *