O Sucesso na Massagem

Olá! Fazia um tempo que eu não aparecia por aqui… Mas a vida é assim, idas e vindas!!

E nessa vinda, resolvi falar sobre os segredos da boa massagem, aqueles detalhes que fazem com que tenhamos sucesso na execução do nosso trabalho.

O bom atendimento                                                        

O que é um bom atendimento? É aquele em que sabemos exatamente o que fazer (e o fazemos!). Em nosso caso, é sabermos a técnica a ser realizada; suas indicações e contraindicações; os cuidados com a assepsia, com a climatização, com o som ambiente, etc, etc.

Esteja atento aos detalhes sempre, não deixe que a prática e a rotina o permitam se descuidar. Nossa relação profissional é como uma relação afetiva, aquela plantinha que precisa ser constantemente regada, e vez ou outra adubada… Assim floresce e frutifica!

A importância do cuidar

A massagem é uma ferramenta a favor da saúde. Da saúde física, mental e emocional.

No tópico anterior nos preocupamos com a parte técnica e funcional, aqui estaremos atentos às reais necessidades do cliente no momento. O olharemos como indivíduo, único que é. Trataremos daquilo que realmente o aflige; daquilo que cause dor ou desconforto. O objetivo é tentar fazer com que saia melhor do que chegou.

Empatia                                                                              

Empatia é a capacidade de se colocar no lugar do outro, compreendendo o seu sentimento.

Quando sentimos empatia durante o atendimento, nos tornamos solidários com o outro, ativamos dentro de nós uma energia amorosa, e isso se irradia. O indivíduo se sentirá acolhido e mais feliz. Ah, como é bom nos sentirmos assim… (Pratiquem bastante, é muito gratificante! E o nosso mundo anda tão carente de amorosidade…)

Harmonia nos movimentos

As manobras executadas durante a massagem têm que ser agradáveis, não podem ser bruscas e devem ter ritmo. Ainda que sejam fortes, precisam de suavidade em sua aplicação.

Assim como nossos pés não perdem o ritmo durante uma dança, nossas mãos jamais devem perder seu ritmo durante nosso trabalho. Mantenha o ritmo e evite perder o contato físico com o corpo do cliente.

Se a técnica exige movimentos mais vigorosos, experimente intercala-los com manobras mais acolhedoras… Fará toda a diferença!

Enfim, esteja atento aos detalhes. E se pergunte sempre: “Como eu gostaria de ser atendido?”.

Esse é o segredo.

Namastê!

 


Ana Paula Ramos
ANA PAULA RAMOS
Terapeuta Holística – CRT 41938. Docente de Técnicas Corporais.
+ Veja mais artigos

 



Ana Paula Ramos

Terapeuta Holística – CRT 41938. Docente de Técnicas Corporais.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *