Alerta: Biossegurança na Micropigmentação

Para realizar um procedimento de micropigmentação não basta somente o profissional ter bons conhecimentos de medidas, desenho ou colorimetria, é de extrema importância que ele tenha conhecimento em Biosseguranças para sua segurança e de seu cliente.


O aplicativo mais comentado pelas esteticistas:


Para quem entende que Beleza está ligada diretamente com o bem-estar e este com a saúde, inserir tais atitudes no ambiente de trabalho é contribuir também pela credibilidade na atuação da esteticista ou do profissional de beleza.

A fundamental assepsia e antissepsia das mãos, a lavagem com sabonete líquido antes e depois de cada procedimento, antes de colocar luvas e após retirá-las e, o uso de anti-sépticos que destroem as bactérias e, que inclusive várias empresas de cosméticos na área de estética possuem, com ativos hidratantes que higienizam e não deixam as mãos ressecadas.

Atente-se aos seguintes itens:

  • Limpeza – Remoção física das sujidades (água, sabão ou detergente).
  • Desinfecção – Destruição total dos microorganismos em sua forma vegetativa (quartenário de amônia, cloro ativo, álcool).
  • Esterilização – destruição de todas as formas de vida microbiana – agentes físicos e químicos.

Para o procedimento de micropigmentação o método mais eficaz é o físico: calor úmido – autoclave ou calor seco – estufa. Além da higienização do profissional e da cliente, higienizar a sala, bancada, dermógrafo e paquímetro. Suporte para ponteira, pinças e tesouras deverão seguir para esterilização.

O pigmento utilizado deve ser disponibilizado em batoque descartável, e todo material usado contaminado deve ser despejado em local específico, ou seja, um empresa coletora. Caso sua cidade não tenha, basta levar até um posto de saúde ou farmácia mais próxima.

É primordial que o profissional utilize os Epi’s (Equipamento de Proteção Individual) necessários: lençol, touca, máscara, babador e luvas de látex – e descartados a cada atendimento no lixo de resíduos hospitalares.

Itens de biossegurança na micropigmentação

•  Esterilização e limpeza diária da sala de micropigmentação;

• Esterilização de materiais como pinças, tesouras, suportes e ponteiras que hoje em dia já são descartáveis e não reutilizáveis.

• O descarte correto de materiais contaminados (agulhas serão  descartadas no lixo perfuro-cortante) embalagem amarela descarpack e outros materiais contaminantes descartar em saco branco.

• O profissional deve estar paramentado, com touca, mascara, luvas e avental.

• Deve ser feita a assepsia das mãos do profissional, e a do cliente no local onde será realizada a técnica.

Com essas medidas de segurança diminui os riscos das doenças mais comuns transmitidas na micropigmentação como micose, hepatite e Aids.


O aplicativo mais comentado pelas esteticistas:


Comments

  • Avatar
    celso cavalcanti
    junho 21, 2017Responder

    tenho uma pequena área de vitiligo no saco. Já fiz micropigmentacao capilar e foi um sucesso. E possível fazer na área genital. isso abala minha auto estima, pelo contrario não estaria perguntando.

  • Avatar
    Mandy
    outubro 24, 2016Responder

    Olá, muito boa a matéria!!!
    Gostaria de saber se posso trabalhar com atendimento a domicilio como micropigmentadora ou se preciso ter um local especifico para esse procedimento.

    Obrigada

  • Avatar
    Geni Oliveira Tavares
    novembro 13, 2015Responder

    Eu gostaria de saber se há alguma matéria sobre a Micropigmentação,
    em termos de que tinta é utilizado, a duração do trabalho, em caso de arrependimento é fácil retirar, coisas desse tipo, se vcs tem algum lugar q vcs indicam tanto pra receber o procedimento como pra fazer o curso.

    Sem mais agradeço, desde já!

    • Avatar
      Camila da Rocha Lima
      maio 24, 2016Responder

      Olá Geni, respondendo a sua pergunta, a tinta utilizada para esta técnica é diferente da de tatuagem, são chamados de pigmentos e foram desenvolvidos especificamente para este tipo de uso. O procedimento fica na pele de 1 a 2 anos e vai desaparecendo com a renovação celular natural de nosso organismo. Caso não esteja satisfeita com o resultado, existe a possibilidade de acelerar o clareamento através de despigmentação, química ou elétrica e ainda há a opção de remoção a laser.
      Existem muitos profissionais nesta área, é importante que você pesquise antes qual a técnica utilizada, quais os equipamentos, insumos e cuidados com a biossegurança.
      Caso queira entrar em contato e nos passar sua região, posso auxiliar com a indicação de profissionais, segue nosso whatsapp 48 91586317

  • Avatar
    simone
    junho 6, 2014Responder

    Adorei todas as dicas, parabens.Tenho muita vontade ds fazer, vou.fazer.obrigada.

Leave a comment