Mania de comer cabelos: como tratar

mania-de-comer-cabelo-como-tratar

Tricofagia = Mania de Comer Cabelo

Tricofagia é o termo referente à doença em que o paciente tem o hábito de arrancar os próprios cabelos e comê-los. A mania está presente na categoria dos transtornos dos hábitos e dos impulsos.


Super Recomendo! Marketing Digital Beleza


A doença é caracterizada por uma impossibilidade repetida de resistir ao impulso de se arrancar os pelos, podendo ser cabelos, sobrancelhas ou cílios, por exemplo. Não existe uma causa definida para o aparecimento do transtorno, mas a falta de controle do impulso está ligada a momentos de tensão, situações desagradáveis e extrema ansiedade.
Quando surge de forma solitária, a tricotilomania é quase sempre ligada à ansiedade. Mas pode acontecer de estar associada a outras doenças, sendo considerada um sintoma de estresse, transtorno obsessivo compulsivo [TOC] e até depressão.

Socialmente, a tricotilomania pode impor algumas limitações. Principalmente porque ela é mais comum na idade pré-escolar e na adolescência. É normal que a criança sinta vergonha, já que ela está sem cabelo. Há certa dificuldade em se obter dados epidemiológicos sobre a doença, a fim de identificar sua incidência.
O hábito pode causar sérios problemas estomacais, uma vez que os pelos não são digeridos pelo organismo, necessitando de procedimento cirúrgico para remoção dos cabelos.

Tratamentos

Os tratamentos da doença passam pela necessidade de se resistir ao impulso. Uma alternativa é recorrer à psicoterapia, no ramo cognitivo-comportamental. É uma forma de abordagem em que vão ser trabalhados o pensamento e o comportamento. A ideia é estimular que o paciente evite, por exemplo, mãos livres ou que foque sua atenção, memória e raciocínio em situações que não favoreçam o impulso.
O uso de medicamentos também pode ser indicado, em alguns casos. Se a tricotilomania estiver associada à outra doença, é feito o tratamento específico para o estresse, o TOC ou a depressão. Caso venha solitária, podem ser usados ansiolíticos ou antidepressivos, que têm bom controle da ansiedade.

Sem risco de calvície

Os danos aos cabelos do doente podem ser sanados a partir do momento em que o paciente para com a mania. O hábito não causa calvície. A calvície é outro tipo de alopécia, ligada a questões genéticas.

fdcbcee3ee02f2ee95dfd2c238835ce3
Publicado originalmente no Blog Línea Rosso


Super Recomendo! Marketing Digital Beleza


Marcações:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *