multiplique-os-lucros-no-salao-de-beleza

 

Em tempos de muita concorrência, investir em novidades e promoções pode ser o diferencial para se destacar. Combos como corte e visagismo, manicure e spa e coloração, mechas e tratamento são alguns dos conselhos de experts para faturar mais.

Concorrência acirrada, excelentes estabelecimentos e bons profissionais. Esse é o cenário do mercado de beleza na atualidade. “Não está fácil conquistar novos clientes”, diz Carlos Oristânio, de São Paulo, expert em consultoria de salões, palestrante e professor em gestão empresarial.

Mas se por um lado não parece fácil chamar novos clientes, mais complicado ainda torna-se fidelizar os que já frequentam o local. Vale a pena apostar em filões, como estudantes, público masculino, funcionários de empresas vizinhas, escolas e lojistas, por meio de descontos exclusivos. Na medida em que a clientela é fidelizada, ela amplia o leque de serviços demandados e, com isso, permite maior margem de lucro. Investir em promoções também ajuda a alavancar a venda de procedimentos que só tendem a crescer.

Duplas como coloração e hidratação, unhas mais massagem relaxante, e corte e consultoria de imagem podem ser dicas de pacotes oferecidos para a frequentadora testar e aprovar um protocolo que ainda não havia experimentado. Se essas técnicas e promoções significam lucro para o proprietário, no que diz respeito à clientela, dão uma sensação de exclusividade e de economia. “Não existe promoção pronta, que vai, só por uma frase, fazer explodir as vendas. O segredo de uma boa ação é ser transparente e coerente com o seu tipo de negócio”, ensina Rui Mendes, consultor da empresa Negócios & Beleza. Confira aqui essas e outras regras de ouro para fazer seu salão bombar em 2013.

multiplique-os-lucros-no-salao-de-beleza

Invista na coloração

Esse é um dos serviços que mais garantem rentabilidade. Pode-se sugerir à cliente, por exemplo, a aplicação de um tonalizante apenas para realçar o brilho, sem mudar radicalmente a cor. A partir daí, se ela aprovar o resultado, vai refazer. Além disso, ainda há o mito de que as tinturas estragam os fios. Com informação, o colorista deve explicar a quem ainda tem dúvidas que as fórmulas modernas não danificam o cabelo. Ele também vai usar seu conhecimento para inspirar confiança. “Muitas formulações contêm ativos de tratamento, além de reduzido teor de amônia. O profissional antenado com as novidades sabe argumentar e indicar procedimentos com segurança”, ensina a cabeleireira Alessandra Melo Nadaes, do MB Blush, Rio de Janeiro. “Atualmente, as colorações estão tão evoluídas que até tratam em vez de danificar. Cabe ao hairstylist deixar a usuária a par dessa evolução”, complementa Jô Nascimento, de Limeira (SP). O salão deve oferecer vendas casadas. No caso da mudança de cor, unir o protocolo a um tratamento, para que a cliente tenha certeza de que seus fios não vão ficar danificados. Sem os efeitos colaterais das fórmulas e com bons resultados estéticos, a fidelização ao cabeleireiro tende a ser maior.

Aposte nas mechas

Um dos protocolos mais procurados, as luzes são uma importante ferramenta de fidelização. Com técnicas cada vez mais modernas, como ombré, ombré reverse, californianas, sun kiss, entre outras, o colorista pode criar um serviço exclusivo e personalizado. Ao contrário da coloração, que tem um número que identifica a cor utilizada, a mecha requer um trabalho bem artesanal. Com ela, o profissional cria tons e espessuras personalizadas, de acordo com o tom de pele, cor dos olhos e estilo da cliente, e garante um resultado ímpar, que ela não conseguirá repetir em outro lugar. De olho no filão, a Wella Professionals lançou o protocolo mechas blend, desenvolvido para incentivar e lançar novos métodos para os salões. “O algo mais, nesse caso, fica por conta da sofisticação que envolve o look total das modelos e a diferença no resultado das mechas, mais loiras e naturais”, explica AJ Medeiros, gerente de educação da empresa. Para desenvolver o novo procedimento, a marca contou com a parceria do cabeleireiro Eron Araújo, do salão Blend, em São Paulo. Além do diferencial para conseguir tons personalizados, AJ também dá uma dica de como fidelizar mais ainda a cliente. “Recomendo aos salões que, especialmente no caso de loiras, ofereçam serviços de nutrição agregados à coloração”, revela. Na hora de indicar o tratamento dentro de um combo que inclua cor ou mechas mais hidratação, o administrador pode negociar com boas marcas, como maior prazo de pagamento ou descontos à vista, para utilizá-las durante a promoção.

Agarre o público teen

Vaidosas, mas geralmente com as contas pagas por mesadas, as adolescentes procuram por técnicas dentro de seu orçamento. Vale a pena investir em descontos voltados para essa jovem clientela que faz parte de um importante nicho de mercado. “Elas são as clientes do presente e do futuro. Precisam ser conquistadas desde cedo”, alerta a cabeleireira Alessandra Melo Nadaes. Os serviços mais consumidos costumam ser os de corte, escova, hidratação e manicure e, dependendo da idade, algumas fazem até colorações suaves, como o hit das pontas californianas, mais claras que o comprimento. “Embora seja um bom tipo de público para se trabalhar, elas podem se tornar um desafio, já que suas preferências e expectativas em relação ao procedimento podem se chocar com as dos pais. O ideal é que o profissional consiga conciliar as possíveis divergências e oferecer soluções à família”, alerta Rui Mendes. “Outro investimento que atrai as meninas são as unhas decoradas com desenhos ou adesivos e esmaltes com cores vivas e fortes, os tons da moda, bem ao gosto delas”, explica Carlos Oristânio. “Para esse pessoal, recomendo uma tabela de preço com redução de cerca de 30% no valor cobrado.” Já para o público infantil, o salão pode ter um pequeno espaço exclusivo. Uma cadeira de cabeleireiro com tema de carrinho ou personagem, alguns brinquedos e um DVD com desenhos para crianças já garantem distração, pelo menos durante um corte. “Uma opção também é usar xampus para os baixinhos no lavatório, oferecer maquiagem antialérgica e penteados de princesas”, sugere Jô Nascimento.

Faça corte com visagismo

Quem domina essa arte certamente oferece à clientela um resultado mais compatível com suas expectativas. Uma entrevista também ajuda a saber quais as perspectivas da pessoa em relação à sua imagem e do que ela gosta ou não. “Quando há especialização, informação e precisão, o procedimento ganha valor”, explica Rui Mendes. Dependendo de como se oferece a consultoria, o visagismo pode estar embutido no valor do corte. “Não cobro separadamente porque esse diferencial me traz novos clientes”, explica Jô Nascimento. “Aconselho agregar esse serviço ao preço do corte, considerando o tipo do salão e seu público. Vale lembrar que cobrar pouco desmerece o trabalho, enquanto valores muito altos podem distanciar possíveis clientes. É preciso um estudo de custos, gastos e necessidades para chegar a um total justo e que possa ser cobrado corretamente”, recomenda Oristânio, que é coordenador do curso Visagismo e Estética Capilar da Universidade Cruzeiro do Sul, em São Paulo.

Valorize a manicure

Ela conta com uma infinidade de técnicas de esmaltar as unhas, além de novidades em produtos que podem melhorar sua performance. As unhas postiças, do tipo porcelana ou fibra, ou acrigel, aumentam os ganhos. Outro profissional importante é o podólogo. Esse upgrade garante um algo mais nos serviços e lucros maiores para o espaço de beleza. Promoções que unem esmaltação e relaxamento, como spa das mãos e dos pés, também potencializam o ganho. Nessa hora, a cliente conta com uma massagem feita à base de cremes relaxantes nos dedos, na sola, na planta dos pés, até a altura dos tornozelos. Enquanto ela cuida da beleza, também tem um momento de relax, uma aposta certeira para conquistar fãs.

Mire nos homens

Eles costumam ir ao salão cerca de uma vez por mês. A maioria para cortar o cabelo. Mas o número de serviços procurados pelo público masculino vem crescendo bastante ultimamente. “Hoje eles nem precisam de indicação de mulher, namorada ou filha, estão procurando por si próprios”, comenta a cabeleireira Alessandra Melo Nadaes. Basicamente, eles curtem esconder o excesso de brancos com a coloração, eliminar pelos indesejáveis na depilação e deixar as mãos macias com a manicure. Para conquistar esse público cada vez mais vaidoso, o salão deve se preparar. Pode começar mantendo a cadeira do canto da sala de corte para o atendimento masculino, o que já transmite privacidade. Também deve investir na comunicação com as mulheres que frequentam o espaço, estimulando-as a levarem os parentes para conhecer os benefícios de um procedimento bem-feito.

 

Comments

  • Avatar
    Márcia Cristina Ramos da Silva guedes
    outubro 15, 2015Responder

    Gosto muito dessa área de beleza quero me aperfeiçoar no conhecimento dessa área e conto com ajuda de vcs

  • Avatar
    ana paula instituto de beleza
    outubro 30, 2014Responder

    boa tarde Rose tudo bem com vc,olha sou moradora de uma cidade de santa maria.df periferia onde tem muitos saloes de beleza.ai os preços saõ muitos diferenciados eu gostaria muito melhora o movimento do meu salaõ e os preços o que devo fazer.chama atençao dos meu clientes..obrigado

  • Avatar
    Albérico jr
    novembro 25, 2013Responder

    demais esta matéria,adorei.

Leave a comment