Normas da Anvisa para salão de beleza

Shares
normas anvisa para salão de beleza
Read Carefully

Em todo o Brasil, cresce o número de salões, de 1,5 milhões de empreendedores formalizados, 7,6% representam a ocupação de cabeleireiro. Licença de funcionamento junto à Vigilância Sanitária do município, estrutura, equipamentos adequados, biossegurança (da esterilização até a utilização de equipamentos de segurança) e vacinação de funcionários são os requisitos mínimos para o funcionamento de um pequeno salão de beleza no Brasil.


O aplicativo mais comentado pelos cabeleireiros:


É importante o dono do salão de beleza se informar nas leis da Anvisa e se adequar o mais rápido possível para evitar de pagar multas. Por exemplo, é preciso estar atento se todos os produtos utilizados no salão tem registro da Anvisa, caso utilize um produto sem registro, a multa pode ser de R$500 a R$ 500mil dependendo da reincidência e do grau de risco.

ANVISA: qualquer serviço de salão de beleza, cabeleireiro, barbeiro e afins deve:

– Ser independente de residência.
– Possuir local próprio para lavagem de material.
– Apresentar-se limpo, organizado e possuir ventilação e circulação de ar.
– Manter rotina de limpeza dos pentes, escovas, bobies, etc. Esta limpeza deve ser realizada a cada cliente.
– Utilizar tolhas limpas, devendo estas serem lavadas a cada uso.
– Utilizar apenas produtos com registro na Anvisa. Isto vale para esmaltes, cremes, shampoos, tinturas, maquiagens, etc.
– Manter cadeiras e colchões de macas revestidos de material impermeável e em bom estado de conservação.
– Possuir licença sanitária.

Cuidados na depilação

– Não realizar o procedimento quando houver lesões na pele.
– As ceras quentes deverão ser descartáveis e de uso individual.
– As espátulas devem ser de material liso, lavável e impermeável, ou descartáveis.

[quote]A reutilização de qualquer produto pode ser enquadrada como crime sem possibilidade de fiança.[/quote]

Cuidados com os cabelos

– Evite fazer tintura, ondulamento, alisamento ou qualquer outro procedimento que utilize produtos químicos quando apresentar lesões no couro cabeludo.
– Verifique o nome do produto, fabricante e registro na Anvisa.
– Não utilize produtos caseiros.
– Observe se as tolhas são limpas e de uso individual, e se as escovas e pentes estão limpos.

Escova progressiva, alisantes e formol

O formol só pode ser usado na fórmula de cosméticos como conservante ou agente endurecedor de unhas e nas quantidades determinadas pela vigilância sanitária.

Seu uso como alisante capilar é ilegal e pode causar, em quem aplica ou recebe o tratamento, problemas de saúde, como queimaduras no couro cabeludo, queda de cabelo e sérios problemas respiratórios.

Os riscos que o formol pode causar são:
– No contato com a pele – irritação, vermelhidão, dor e queimaduras.
– No contato com os olhos – irritação, vermelhidão, dor, lacrimação e visão embaçada. Altas concentrações causam danos irreversíveis.
– Inalação- dor de garganta, irritação no nariz, tosse, diminuição da frequência respiratória, irritação e sensibilização do trato respiratório.

Também podem ocorrer graves ferimentos nas vias respiratórias, levando ao edema pulmonar, pneumonia e câncer no aparelho respiratório.

– O formol também pode causar queda dos cabelos.
Quando absorvido pelo organismo por inalação e principalmente pela exposição prolongada, apresenta como risco o aparecimento de câncer na boca, narinas, pulmão, sangue e cabeça.

Atenção:
– Adicionar formol ou qualquer outra substância a produtos sujeitos à vigilância sanitária é infração sanitária (adulteração ou falsificação) é crime hediondo pela legislação brasileira, de acordo com o art.273 do Código Penal.
– O uso do formol pode ser fatal.
– O risco aumenta à medida em que se aumenta a concentração utilizada e a frequência de uso.
– O formol é considerado cancerígeno pela Organização Mundial de Saúde.

Serviços de Manicure, Pedicure e Podologia

Estes serviços deverão:
– Possuir profissionais capacitados.
– Manter rotina de esterilização dos materiais utilizados em procedimentos invasivos.
– Possuir local exclusivo para a realização dos procedimentos de podologia.

É importante também que:
– Bisturis, navalhas e agulhas sejam descartados após o uso, não podendo ser reutilizados.
– Os materiais estéreis devem estar embalados individualmente e armazenados em local próprio e exclusivo, atentando-se para o controle da data de validade da esterilização.
– O podólogo utilize equipamentos de proteção individual, como luvas e jaleco.
– Realizar a higienização e anti-sepsia da pele do cliente, antes de iniciar o procedimento.

Lembrete: É proibido ao podólogo prescrever ou indicar qualquer medicamento ou substância para uso sistêmico ou tópico.

Serviços de Estética

Muito cuidado com técnicas de estética que envolvam procedimentos invasivos(botox, preenchimento, bioplastia,etc).
Estes procedimentos apenas podem ser realizados por um profissional médico.

Antes de submeter-se a um procedimento estético é importante verificar:
– Se todos os equipamentos e produtos utilizados nestes procedimentos possuem registro na Anvisa. O registro é a única garantia de que os produtos utilizados atingem a finalidade a que se propõem, sem expor o usuário aos riscos à saúde.
– Se o profissional é capacitado para a realização do procedimento.
– Se o local está limpo, organizado e possui licença sanitária.
– Se materiais como agulhas e seringas são estéreis e de uso único, devendo ser descartados após o uso.

Em caso de procedimentos invasivos é importante que o profissional utilize equipamentos de proteção individual, como luvas, máscara e jaleco ou avental.

[quote]qualquer cliente pode denunciar o salão à Vigilância Sanitária. “É preciso ficar atento porque as denúncias são imediatamente verificadas.[/quote]

Mais informações acesse o site da ANVISA.


O aplicativo mais comentado pelos cabeleireiros:


Carreira Beauty

Carreira Beauty é a comunidade mais queridinha dos profissionais da beleza e está sempre pensando em como ajudar os profissionais da beleza a se destacarem e serem mais valorizados no mercado.

Comentários (8)

  • Avatar

    cristiane

    24 de janeiro de 2018 - 11:47

    Fui em um salão.de blz onde a dona derrubou todo o meu cabelo e usa medicamento de depressão fortes e quer trabalhar dopada quero que vcs ve isso de perto muita gente esta sendo prejudicada com isso vi varias coisas neste salão ela estava cortando o cabelo de uma pessoa cortou.a orelha do homem.com. Navalha salão Gilza Cabeleiro fica em carapicuiba

    Responder
  • Avatar

    Nil

    30 de agosto de 2015 - 22:11

    Boa noite!só acho que alem dessa fiscalização tbm deveria ser mais rígida em questão aos (profissionais)que manuseiam esses produtos….pra trabalhar como cabeleireiro por exemplo deveria ter uma lei que exigisse uma avaliação… Tipo a da OAB pra atuar na profissão…. MTA coisa errada de profissionais irresponsáveis….Só acho…

    Responder
  • Avatar

    Marines nunes

    27 de agosto de 2015 - 11:53

    Quero saber se é permitido o uso de progressivas com formol com o selo da anvisa ou não pode ser usada e os ativos ácido gliocilico, aminoácidos, e a cisteina gostaria de saber quais são permitidos.

    Responder
  • Avatar

    ana rosaconceição de lima

    27 de agosto de 2015 - 9:33

    gostaria o cabeleiro queima o cliente com o secador,,,,,me queimaram no meu pescoço com o secador … outro vez misturam shampooo de progressiva no meu cabelo esta com creme hidratação ,, resultado sai doa salão com couro da cabeça dolorido dois dias depois meus cabelos começou a cair caia bolo de cabelo … caiu muito muito mesmo que tive que fazer tratamento com pessoa especializada …e salão não se responsabilizou……..

    Responder
  • Avatar

    Elis Regina

    12 de julho de 2015 - 18:57

    Fiscalização deveria ser mas rigorosa e realmente acontece !!!

    Responder
  • Avatar

    Flávio

    7 de julho de 2015 - 12:57

    Muito bom os procedimentos mais na real a vigilância sanitária só liga para a taxa paga e o que eu vejo pois faço todos procedimentos mais tem vários que não faz.e Brasil o que eles querem é a taxa paga

    Responder
  • Avatar

    Geovani Brasil

    9 de novembro de 2014 - 10:32

    Estou de pleno acordo com as normas da Anvisa…Dinheiro e sempre bom..mais sem saúde você não ganha dinheiro.

    Responder
  • Avatar

    Antonia Tonon

    16 de dezembro de 2013 - 0:46

    Gostei muito do que a ANVISA postou.Obrigado por estarem pensando na saúde do ser humano.

    Responder
  • Avatar

    Delma dos reis oliveira

    23 de setembro de 2013 - 18:40

    gostei muito por falarem sobre o uso do formol, mas tem muitos salões usando formol, a maioria dos profissionais acham que só o formol alisa, o que não é verdade,e os vendedores estão vendendo escovas progressivas dizendo ser sem formol que tbem não é verdade, alisamento sem formol só é: guanidina,hidróxido e sues derivados,amônia, tioglicolato o resto se promete um cabelo liso tem formo. sou professora de cabeleireiro e vejo que todos os cabelos que chegam até a escola estão com resíduos de formol, quebrados, secos e sem vida a, a cliente com oleosidade,e caspa, cor indesejada se quiserem eu ensino a trabalhar alisamento sem formol..

    Responder

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nossa Recomendação Anúncio Ahazou

 

Blog do site Carreira Beauty foi criado para levar informações gratuitas aos profissionais da beleza com objetivo de ajudá-los a desenvolverem seus negócios e carreiras.

 

Nossa Recomendação Anúncio Ahazou