Manual de procedimento da esterilização da estufa e autoclave

esterilização equipamentos salão de beleza

Quando um material deve ser esterilizado?

Um material deve ser esterilizado quando entrar em contato com sangue, secreções ou pele não íntegra (ferimento). Por exemplo: os instrumentais utilizados pelo manicuro como alicates e espátulas, lâminas utilizadas por barbeiros e cabeleireiros e curetas utilizadas por esteticistas.

Estes materiais devem sempre passar pelo processo de esterilização após o término de cada atendimento ao cliente, pois microcortes muitas vezes imperceptíveis podem ocorrer, tornando o instrumental um possível veículo de contaminação.

Descontaminação

Os materiais que necessitam passar pelo processo de esterilização devem primeiro sofrer a descontaminação para a remoção de resíduos como sangue, pele e secreções.

O procedimento de descontaminação é feito através da fricção do instrumental auxiliada por esponja ou escova embebida em álcool etílico a 70% durante 10 minutos por três vezes, totalizando 30 minutos. Outra opção é a imersão completa do instrumental em álcool etílico a 70% por 30 minutos.Em seguida é feita limpeza com água e sabão com auxílio de uma escova; enxágüe em água corrente e secagem em papel toalha descartável.  Depois de seco, o material deverá ser devidamente embalado e acondicionado para o procedimento de esterilização.

Processos de esterilização

Vapor saturado / autoclave

  • Embalar totalmente os instrumentais em papel crepado ou camada dupla de algodão cru. A embalagem onde se encontram os instrumentais deve permitir a entrada e saída do agente esterilizante. As embalagens devem ser permeáveis ao vapor e impermeáveis às partículas microscópicas, ser resistentes à ruptura e flexíveis;
  • Depositar as embalagens em estojos de aço inox perfurados;
  • Carregar a autoclave com um só tipo de material; por exemplo, embalar e depositar nos estojos apenas instrumentais metálicos. Utilizar somente 80% da capacidade da câmara da autoclave. Acomodar os estojos no interior da autoclave de modo que fiquem expostos ao agente esterilizante;
  • Segundo a literatura, o tempo de exposição ao calor varia conforme o tipo de material: de 30 minutos a 2 horas, em temperaturas que variam de 121 a 200oC;
  • Após o tempo de exposição ao calor, desligar a autoclave e observar a completa despressurização antes de abrir a câmara;
  • Aguardar o resfriamento dos materiais antes de retirá-los da autoclave;
  • Armazenar os artigos em armário fechado e limpo, mantendo-os na embalagem utilizada na esterilização, garantindo que os mesmos fiquem livres de microrganismos durante a estocagem;
  • Retirar os instrumentais das embalagens somente no momento do uso.

Calor seco / estufa

Utilizando-se do calor seco, as estufas eliminam qualquer traço de contaminação. Há algumas recomendações para seu uso satisfatório: os materiais de metal, depois de lavados, devem ser colocados em estojos de alumínio ou aço inoxidável, tipo marmita; ou em envelopes próprios para esterilização em estufa. Com relação aos alicates, suas pontas devem  ser protegida com papel alumínio, devendo ser retirado na frente do cliente.

O tempo para esterilização deve ser contado a partir do  momento em que o termômetro longo do bulbo (mercúrio) atingir a  temperatura programada no termostato (botão do equipamento).A temperatura adequada para garantir a esterilização eficaz é de 170ºC por 1 hora ou 160ºC por 2 horas.

Outro detalhe importante é que a estufa não deve, de forma alguma, ser aberta durante o processo de esterilização. Quando isso acontece, a assepsia dos instrumentos é interrompida.

Outras dicas para esterilização no salão de beleza

Os alicates, espátulas e outros instrumentos de metal esterelizados devem ser guardados, em local limpo e seco e constar na embalagem a data da esterilização.

Fornos elétricos ou equipamentos com lâmpada ultravioleta não esterilizam os materiais de metal.

Leia com atenção o manual técnico de seu equipamento e siga corretamente as instruções do fabricante. Guarde o manual em local de fácil acesso para que possa ser consultado sempre que necessário.

 

8 comentários em “Manual de procedimento da esterilização da estufa e autoclave”

  1. Oi comprei um forno delta para esterilizar materiais mas não entendo como funciona a guria não explicou direito quantas horas deixo ligado e qual a tempetatura que ele deve atingir .alguem sabe informar?tenho um face rubi pellizzari se quizerem colocar a explicacao la agrdeco.

  2. Olá, o processo de descontaminação, que pode ser por desinfecção ou esterilização, necessita da limpeza, que deverá ser sempre através de água, sabão e fricção mecânica com uma escova firme; anteriormente, para facilitar a remoção da matéria orgânica (sangue, restos de tecidos etc.) aderida ao material, pode-se fazer a pré-limpeza com detergente enzimático. Não se deve nunca utilizar álcool, hipoclorito ou qualquer outro desinfetante para não formar um biofilme sobre o material, o que dificultará o processo de esterilização, correndo o risco de patógenos ainda ficarem aderidos ao material. E mesmo para a desinfecção com o álcool 70º, deverá também ser realizada a limpeza com água, sabão e fricção mecânica.

  3. Para esterelizar os materiais de manicure e pedicure para melhor eficácia pode se usar o detergente enzimático ao invés de álcool Etílico 70.
    Lavar o material com escova ou esponja com detergente neutro.
    Após deixar de molho por cinco minutos em um litro de água com 5ml de detergente enzimático.
    Enxaguar
    Secar
    Embalar
    Colocar para esterelizar na autoclave.
    Ok
    Bjusss

  4. Avatar
    Rosana M. Tomé da Silva

    Gostaria de receber mas informação sobre a alto ciclável,sou estrutura de manicure e preciso está bem informada para poder passar para elas, começo nova turma dia 02/02/15 sem mais Obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *